Expressões de Estilo – Parte I

Você é do tipo que sempre quis saber a origem de algumas expressões usadas para falar de determinadas roupas e acessórios? Bem, em todo o caso, a não ser que você seja um estudante de etimologia, possivelmente não saberá muito a respeito do assunto. Eu mesma não sabia, até cruzar com um artigo interessantíssimo assinado por Diana Pemberton-Sikes, consultora de imagem norte-americana.

Algumas expressões são comumente usadas em países da Língua Inglesa e, decidi publicá-las aqui para, caso um dia você esteja em uma conversa e venha a surgir alguma das expressões que citarei, você se sinta preparado para compreender e responder à altura.

Espero que essa pequena série de artigos possa ser útil. Caso não, que seja ao menos interessante para você. Uma coisa posso lhe garantir: A título de curiosidade é legal ter conhecimento sobre a origem e significado de tais expressões.

“Eu tiro o chapéu para você” – (“Hats off to you”)

Essa é uma das expressões que conhecemos bem. Até a década de 1960, o chapéu fazia parte de todos os trajes do dia-a-dia. Enquanto as mulheres o mantinham na cabeça quando estavam em ambientes fechados (A não ser que o acessório estivesse bloqueando a visão de alguém), os homens, em sinal de respeito, o tiravam assim que adentravam o local ou para cumprimentar as damas. Nos dias de hoje, ”eu tiro o chapéu para você” é dito como uma demonstração de respeito ou afim de parabenizar a pessoa por algo.

“Abelha no seu gorro (touca, boina, boné)” – (“Bee in your bonnet”)
Já reparou como algumas pessoas – especialmente crianças – ficam loucas quando tem uma abelha por perto, zumbindo? Só conseguem pensar em como podem se livrar do inseto barulhento. Bem, ter uma “abelha no seu gorro” significa estar obcecado por alguma coisa, a ponto de não pensar em mais nada, até que aquilo se resolva.

“Chapéu velho” – (“Old hat”)
De volta ao tempo em que as pessoas usavam chapéu regularmente, pode-se imaginar que o acessório, quando novo, era motivo de grande alegria, uma vez que, assim que o mesmo ia parar na sua cabeça, logo chamava atenção. Um chapéu velho? Nem tanto. Portanto, muita coisa que não é nova ou fresca pode ser comparada a um “chapéu velho”. A expressão também pode significar “fora de moda”.

“De colarinho quente” – (“Hot under the colar”)
As pessoas sentem como se estivessem pegando fogo quando estão sob os efeitos do sentimento de raiva e o termo em questão começou a se disseminar por volta do ano de 1900, se tornando uma gíria, usada para definir o estado de todos aqueles que ficam vermelhos no “calor da raiva”.

“Colarinho branco” e “Colarinho azul” – (“White colar” and “Blue Collar”)
“Colarinho branco” é uma expressão que designa aqueles trabalhadores de “terno e gravata” que ganham um salário acima da média, sem fazer muito esforço. “Colarinho azul”, por outro lado, designa aqueles trabalhadores que costumavam (e, em alguns casos ainda costumam) vestir uniformes azuis e/ou trabalhar duro em fábricas, usinas, plantações e etc.

“Perder a camisa” – (“Lose your shirt”)

Uma frase que muitos conhecem melhor do que a expressão pode traduzir. “Perder a camisa” significa enfrentar uma ruína financeira, de tal forma que a pessoa se veja perdendo tudo, incluindo a roupa do corpo. E olha que essa já é uma expressão bem antiga, usada desde a década de 1900.

E aí? Gostaram? Em breve mais expressões para vocês.

P.S: Algumas das expressões contidas no texto acima são tradução literal do Inglês para o Português. Outra consideração que devo fazer é que, algumas delas podem não ter um significado muito claro para nós, mas como disse, a título de curiosidade, achei interessante traduzi-las e publicá-las aqui, afinal de contas, ter conhecimento também deve fazer parte do estilo de vida de uma mulher elegante.

Anúncios