SPFW – Desfiles (Dia 5)

Eis o resumo de tudo o que rolou no dia de hoje na SPFW.

Glória Coelho
Abrindo o dia de hoje, a estilista trouxe para o inverno 2012 aquilo que todos sabemos que ela sabe fazer muito bem. São peças em cortes geométricos, o branco e o preto, o couro e muita elegância.

E o couro (de vaca) não veio sozinho. Seguindo uma das maiores tendências para a temporada mais fresca do ano, a mistura de tecidos também se fez presente.

As peças não chamam muita atenção para a silhueta, porém é inegável a feminilidade da coleção. Atenção para os microshorts (MICRO!) e para as golas fechadas!

Maria Bonita
A marca se inspirou no norte do Brasil para fazer a sua coleção de inverno 2012.

Muitas peças em corte reto e mistura de materiais compõem a coleção, que traz uma cartela de cores com tons terrosos para a estação.

Transparências, cintos marcando a cintura em alguns looks, paisagens estampando algumas peças e acessórios com a cara do norte do País, como por exemplo, os chapéus, deixaram o desfile ainda mais bonito. Atenção para o jogo de texturas!

UMA por Raquel Dawidovicz
Nesse retorno ao SPFW, a marca trouxe para o seu inverno 2012 uma coleção repleta de alfaiataria e androginismo, sem deixar de adicionar uma pitada de feminilidade.

O conforto, obviamente, deu o tom da coleção esporte minimalista. A marca que trouxe para a passarela peças confeccionadas com lã, sarja, mix de algodões, viscose, seda e tricô.

A paleta de cores é bastante clássica e traz o preto, o marrom, o cinza e tons de azul e vermelho.

João Pimenta
Especialista em moda masculina, o estilista trouxe o século XIX de uma forma nada convencional para a passarela, nessa coleção de inverno 2012.

Isso pôde ser comprovado ao vermos as saias, os volumes acrescentados à cintura e também nas golas e nas caudas que se fizeram presentes em muitas das peças.

O tricô apareceu em sobretudos, coletes e paletós, mas não foi o único fio utilizado na coleção. Também estavam lá a seda, o algodão, a viscose e a poliamida.

Lino Villaventura
O estilista trouxe rainhas, “mascarados” e o pretinho nada básico para o inverno 2012 da marca. Vestidos com muito volume e outros com alguma fluidez estavam presentes na coleção. A parte masculina veio praticamente toda dark, também.


Um pouco de brilho e cor na segunda parte do desfile, quebrou um bocado o climão black total, porém a força e a autoridade dos looks não se dissipou.


Tudo muito imponente! As transparências também foram utilizadas e os vestidos traziam pontas, recortes, volumes, sobreposições e fendas. Coleção altamente luxuosa!

Advertisements