A opinião de Nika – Fashion Rio – Dia 4

Fila final do desfile da Lenny, última marca a pisar na passarela no quarto e penúltimo dia do evento.

Chegou a hora de dar a minha opinião, contar as minhas impressões e dar dicas sobre as principais apostas das marcas que desfilaram pelo Fashion Rio no dia de ontem, quarto e último dia de evento.

O estranho mix da 2nd Floor

2nd Floor levou para a passarela uma proposta de verão que mistura culturas, mas será mesmo que deu certo? Eu voto no não.

Podem falar o que quiser e bem, eu também posso, pois cada um tem a sua opinião sobre o assunto “moda” e, como profissional da área (moda e estilo) me sinto obrigada a falar a verdade. Pois bem, em minha opinião a união dos temas tropicalismo + cowboys não resultou em algo que possa, de fato, ser usado no dia-a-dia. Poucas foram as peças da coleção que tem uma “pegada” que agrade, ao menos às pessoas mais exigentes. Assimetria, franjas, sobreposições e estampas dão volume à silhueta em proporções desinteressantes. Sem contar que, a proposta de usar toda essa mistura, de uma só vez, complica ainda mais as coisas. Mas nem tudo está perdido, alguns looks em preto, branco ou com ambas as cores combinadas podem garantir um visual chic. Destaque para a calça com listras verticais. Ideal para quem quer dar aquela alongada nas pernocas.

A genialidade multicultural de Herchcovitch

Jeans resinado com cara de couro e a essência (literalmente) do Oriente Médio no desfile genial de Herchcovitch no Fashion Rio.

Uma coleção para salvar não apenas o dia, mas o evento inteiro. Herchcovitch levou para a passarela jeans, mas não apenas jeans. Olhando bem para as peças, você percebe nitidamente que cada uma delas traz o toque de genialidade de um artista. Poucos tem a capacidade de reiventar peças, de maneira a nos deixar com a sensação de ser a primeira vez que estamos nos deparando com ela quando a avistamos. Pois bem, foi isso o que este gênio fez com jaquetas, calças, chinos… uma coleção de tirar o fôlego pela sua beleza e competência latentes. As peças tem modelagens que se adaptam aos mais diversos estilos e tipos físicos. E o que são aqueles looks com jeans resinado que parecem ser de couro? Simplesmente sensacional. O mais interessante é que as peças “conversam entre si” dando a oportunidade de criar vários looks “descombinados”. Percebeu?

A Turquia e o Heavy Metal da Espaço Fashion

Turquia + Heavy Metal. Esta é a proposta de verão da Espaço Fashion, mas eu até agora estou buscando compreender como esta mistura se deu…

Com uma modelagem mais larguinha, que não marca a silhueta, a Espaço Fashion levou para a passarela a mistura distinta entre a Turquia e o Heavy Metal, que diga-se de passagem eu não consegui compreender muito bem. Talvez a “leitura” que fiz da coleção não tenha sido lá muito correta, vai saber? Mas a verdade é que eu não encontrei a relação entre as peças desfiladas e o estilo musical proposto. A não ser que ela esteja embutida na cor preta, característica do movimento. Outra coisa que gostaria de pontuar é que a maioria das peças não favorece à silhueta das brasileiras, pois peca pela falta de “curvas” e ainda por cima geram volume, vide as cores, as estampas e as sobreposições. Fato é que a coleção pode até funcionar, mas se unirmos as peças que podem ser usadas separadamente a outras que, diga-se de passagem, não seriam ítens saidos desta coleção.

Todo o conforto e a leveza da Cantão

Um verão leve, confortável e bonito de se ver. Este foi o desfile da Cantão no penúltimo dia de Fashion Rio.

Peças leves e confortáveis foram a proposta de verão da Cantão. As cores estão muito democráticas e a silhueta também. Nada muito complicado de usar, tudo muito versátil, prático e interessante. Destaque para o “trench coat” e a saias que se fecham apenas amarrando o “cintinho” à cintura. O maior cuidado que se deve ter é com os volumes gerados à silhueta quando utilizarmos a cartela de cores desta coleção, pois todas elas são capazes de adicionar “quilinhos”. O mais bacana seria poder aliar as peças clarinhas e de cores vibrantes a outras mais escuras, a fim de disfarçar aquelas áreas do corpo que mais precisamos. Assim ficaria mais fácil conseguirmos um visual mais proporcional e equilibrado.

Obs.: Não dei uma opinião sobre a coleção da Lenny porque farei um review, ao final do evento, apenas sobre o assunto moda praia. 

Anúncios