Moda e um pouquinho de anatomia – Parte III

Na semana passada, eu falei aqui sobre mais alguns tipos físicos e as suas principais características. Então hoje, conforme prometido, darei continuidade à série de artigos sobre a necessidade de a Moda se adequar, dependendo da sua necessidade, ao seu tipo físico.

Há alguns anos atrás, ainda existia uma certa dose de intolerância com quem se vestia de maneira a transgredir as chamadas regrinhas de estilo. Falava-se demais nas proporções das silhuetas e na necessidade de se adequar a certos padrões socialmente estabelecidos. Eu mesma já fiz inúmeras postagens aqui no blog criticando a maneira de algumas celebridades comporem os seus looks, embasada nas tais regrinhas. (Se desejar, basta procurar as postagens dos anos de 2011 e 2012, por exemplo).

No entanto, tudo evolui (Eu, inclusive!), mas as regras de estilo continuam a ter validade. Porém, atualmente, mais do que nunca, essas ‘regras’ são válidas apenas para aqueles que desejam aliar a Moda ao seu estilo pessoal, ressaltando certas características de seu tipo físico ou para escondê-las, a fim de criar a ilusão de uma silhueta mais harmônica. Tudo isso levando-se em conta a sua necessidade pessoal (ISSO é MUITO importante!).

Se você é do tipo que gosta mesmo é de subverter os padrões socialmente estabelecidos, saiba que não existe regra que te segure (e nem deveria, nesse caso). Se jogue na infinidade de opões que a moda te dá, e crie o seu estilo do seu jeito, com a sua cara, sem se importar com o que dizem por aí.

Agora, para aqueles que ainda se perguntam se usar uma peça com listras horizontais em um quadril volumoso é certo ou errado, vale a pena procurar entender como funcionam as tais regrinhas de estilo, até mesmo para julgar se tudo não passa de balela ou se faz algum sentido. Resumindo: Informação é tudo, gente!

Então, vamos ao que interessa: nos informar!

O tipo físico ampulheta, por exemplo, tem duas ramificações. Se você tem a cintura fina e os ombros e os quadris com praticamente as mesmas dimensões, você pode se encaixar em dois tipos diferentes de ampulheta: a ampulheta regular ou a ampulheta plena.

Ampulheta plenaAmpulheta regularEspero que você tenha gostado da postagem de hoje.
Sugestões, dúvidas, reclamações? Comente aí! 😉

Beijos e até logo,

Nika Castello

 

 

 

Anúncios